Yes Wedding

O site YW está em manutenção por conta da nova versão e em breve o login estará normalizado. Obrigada pela compreensão

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest
O Yes Wedding tem o maior prazer em receber suas sugestões, opiniões e comentários. Quanto as dúvidas individuais, conforme formos recebendo, tentaremos transformá-las em pautas de matérias futuras. Obrigada e volte sempre!

Contato

contato@yeswedding.com.br
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • Pinterest

Sweet Home

Dicas para montar um terrário

10/08/2017 por Mariah e Gabriela

  • Reprodução

    Já pensou em ter um terrário na sua casa?

  • Terrários e Suculentas

    Além de lindos, são uma excelente opção para quem não tem espaço em casa

  • Reprodução

    Existem opções abertas e fechadas

  • Reprodução

    Você mesmo pode montar o seu com as plantas que mais gosta

  • Reprodução

    Também são uma excelente decoração para sua casa

  • Reprodução

    Mas precisam de alguns cuidados especiais

  • Reprodução

    Assim, ficarão sempre lindos!

   Não é de hoje que os terrários vêm encantando a todos nós. O primeiro modelo surgiu em Londres, em 1820, fruto da frustração de um botânico colecionador de plantas, as quais não estavam resistindo à poluição da época.

   Começou então a utilizar vidros fechados, utilizados para estudos de insetos, para cultivar suas espécies botânicas. Assim percebeu que isoladas dentro das mini estufas, as plantas se desenvolviam bem.

   Estes ecossistemas autossustentáveis em miniatura começaram a ser utilizados nas casas com arranjos feitos com musgos, samambaias e muitas outras plantas de fácil manutenção. Assim, o terrário virou hit nos lares britânicos. E vejam só, a moda voltou quase 200 anos depois!

   Acrescido ao estimulo do nosso botânico colecionador de plantas, nos dias de hoje, a falta de espaço e tempo e a pouca manutenção exigida ajudaram no sucesso desses mini jardins. Se você quiser ter um pra chamar de seu, precisa saber que existem dois tipos de terrários: os abertos e os fechados.

   Nos abertos podemos cultivar muitos tipos de plantas, desde que tenham a mesma necessidade hídrica. As mais comuns para este tipo são os cactos e suculentas, mas nada impede que sejam usados outros tipos de plantas. Nestes, a água evapora saindo do sistema e por esta razão necessita de regas mais frequentes.

   Nos fechados, a umidade é alta e portanto pede plantas que suportem e gostem da unidade ambiental. Neles, o calor faz com que a água evapore e condense nas paredes e escorra para o substrato.

   Para montar seu terrário, escolha um recipiente bem lavado, de preferência de vidro, substrato preparado (3 partes de terra, 2 de areia e 1 de perlita), pedrinhas e cascalhos no fundo para drenar, mudas de plantas resistentes e de tamanho apropriado ao vidro e pequenas ferramentas de jardim. Estas plantas devem ter necessidades hídricas, de luz e nutrientes semelhantes.

   Devem também ter um porte final semelhante e harmonioso e cores e texturas variadas.

   Se não sabe qual planta escolher, seguem algumas dicas:

*Para terrários abertos: suculentas e cactos de pequeno porte, bromélias e orquídeas de pequeno porte;

*Para terrários fechados e bem iluminados: violeta africana, ripsalis, jiboia, musgo tapete, bromélias, columéia peixinho, avenca, unha de gato, hera felix, brilhantina, confeti, entre outras;

*Para terrários fechados e sombreados: asplênio, singônio, espada de S. Jorge, begônia, aspargo, brilhantina, peperômia, barba de moisés, grama preta entre outras;

   Agora, basta criar coragem e montar o seu. Você vai adorar...

   Gabriela Pileggi e Mariah Villas-Boas
   Paisagistas – Jardineiro Fiel

 

Você também
pode gostar de...

Antena Yes

Zoe Kravitz e Karl...

Foi longe dos holofotes que Zoe...

Antena Yes

Casamento é... Escolher o...

Juntos há mais de seis anos,...

Materia

Oca Tupiniquim: cenário de...

Já se imaginou casando em um...